Hotéis / Flats / Hostel
Cia's aéreas
Negócios
Eventos do Turismo
Cursos de Turismo
Locadoras de automóveis
Restaurantes
Pontos turísticos
Entretenimento
Agência de Viagens
Shopping Centers
Convention & Bureau
Aeroportos
Consulados e Embaixadas
Dicas de Viagem
Viagem com animais
Como tirar passaporte
Entidades do Turismo
Secretaria de Turismo

Parceiros:

OTHON
RIO ROISS
BOMBOA
MONTE PASCOAL




 
Procure por Pontos turísticos posicionando o ponteiro do mouse sobre um estado no mapa, em seguida clique na cidade desejada:

 

RIO DE JANEIRO

Conhecido como Cidade Maravilhosa, o Rio de Janeiro possui atrativos que conferem à cidade fama internacional. Quem nunca ouviu falar do carnaval carioca, a mais impressionante festa popular do mundo? Ou do Pão de Açúcar e da estátua do Cristo Redentor? Ou das belas praias de Ipanema e Copacabana, que inspiraram músicos do mundo inteiro? Ou, ainda, do Parque Nacional da Tijuca – maior reserva natural em região urbana do País? O Rio é tudo isso. E muito mais.
A cidade centenária foi sede do Governo Federal até 1960 – quando Brasília, atual capital do País, foi inaugurada. Devido a essa concentração de poder, seus traços arquitetônicos exibem construções suntuosas e imponentes – que abrigavam a nobreza e as figuras importantes daqueles tempos.
Como o seu clima é quente e agradável o tempo todo, o Rio não depende das estações do ano para atrair visitantes. Suas atrações podem ser apreciadas a qualquer época, contando sempre com a simpatia e generosidade do carioca, um povo especial.
Quem visita o Rio descobre logo que a agenda está sempre cheia – motivo de orgulho da população local. Há sempre algo para se fazer na cidade, desde exposições, espetáculos teatrais, shows de dança e de música até eventos esportivos para todos os gostos – como o vôo livre, muito procurado pelos que gostam de sentir fortes emoções a bordo de uma asa-delta que paira sobre as paisagens mais famosas da cidade.
Mas a Cidade Maravilhosa conta ainda com inúmeras outras atrações, como centros culturais, vários museus, diversas igrejas, famosas confeitarias, bondes e praias – muitas praias.
Longe das praias Além dos milhares de visitantes que buscam as paisagens, as belezas naturais e o banho de cultura e história proporcionado por esta cidade especialmente brasileira, outro tipo de público vem se destacando nos últimos anos: é o turista de negócios. O Rio de Janeiro é a segunda cidade que mais realiza congressos internacionais do Brasil, contabilizando 41 congressos internacionais realizados em 2008, de acordo com o ranking internacional do International Congress and Convention Association (ICCA).
A cidade é bem estruturada e apresenta uma excelente malha aérea, provendo integração direta do aeroporto internacional com mais de 20 países no mundo, a uma distância de menos de 20 minutos dos principais hotéis e centros de convenção. Sua rede hoteleira é capaz de oferecer cerca de 21.088 leitos. Além disso, há diversas empresas internacionalmente reconhecidas para montagem, organização, operação e infra-estrutura de eventos de todos os portes.
Na “Cidade Maravilhosa” há amplos centros de convenções modernamente equipados. Entre eles, destacam-se o Riocentro, o maior espaço para eventos da América Latina, com cinco pavilhões que abrigam diversas salas para exposições, mezaninos e auditórios; o Inter-Continental Rio Hotel, um recinto moderno e munido com tecnologia de ponta; e, ainda, o Hotel Glória, que une o charme e a tradição do Rio de Janeiro, contando com o auxílio de um Business Center, na produção dos eventos.
Mas não é somente a área de negócios que tem espaço garantido na cidade. Os eventos sociais também contam com excelentes estruturas situadas nos mais agradáveis locais do Rio de Janeiro. Com anfiteatro, discoteca e jardins ao ar livre, o Pão de Açúcar abriga os mais variados eventos; já a Ribalta conta com sofisticação para receber até quatro mil convidados; e a Villa Riso oferece todo o requinte carioca em sua casa colonial restaurada e cercada por um lindo jardim.
Alguns importantes eventos aconteceram no Rio de Janeiro: a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Rio 92, recebeu 122 chefes de Estado e governo e um público estimado em 20 mil participantes; a Cimeira América Latina, Caribe e União Européia, por sua vez, contou com 42 chefes de Estado e governo juntamente com cinco mil participantes; já o Congresso Mundial de Cardiologia, em 1998, trouxe à cidade cerca de 19 mil profissionais de todo o mundo; por fim, houve a Americas Telecom, em abril de 2000, que reuniu 27 mil participantes. E a cidade já tem 15 eventos internacionais agendados para 2007.
Além do carnaval e do réveillon, dois dos maiores espetáculos do mundo, o Rio também realiza grandes eventos musicais, como o Rock'n Rio, que já teve três edições e foi consagrado como uma das maiores manifestações musicais no mundo. Em 2001, reuniu um público de cerca de 250 mil pessoas por dia, totalizando 1,5 milhão de pessoas durante os sete dias do evento. Foram 100 bandas, nacionais e internacionais e transmissão para diversos países, com um total de 1 bilhão de telespectadores em todo o mundo.
Entre os eventos desportivos destacam-se o Mundial de Futebol de Areia - Beach Soccer e o Campeonato Mundial de Motovelocidade, realizado anualmente no Autódromo Nelson Piquet. Outro grande evento é a etapa Rio de Janeiro do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, realizada anualmente em uma arena especialmente montada na praia de Copacabana.
Concentrando grande parte da economia nacional, o Rio de Janeiro tornou-se referência em setores de ponta da indústria, com destaque para o crescimento dos segmentos automobilístico, petroquímico, petrolífero, de telefonia fixa e móvel e de serviços. Com capacidade, estrutura e muita hospitalidade, o Rio está pronto para receber pessoas de todo o Brasil e do mundo, de braços abertos.

Eventos
Reveillon

Na cidade do Rio de Janeiro, a comemoração da passagem de ano envolve a cidade por inteiro. Moradores e visitantes confraternizam contagiados pela mesma euforia: estar no Rio. A festa, uma das mais conhecidas do mundo, acontece na famosa praia de Copacabana, reunindo milhares de pessoas que desejam curtir os shows musicais e a queima de fogos – a cada ano mais exuberante.

Carnaval
Explosão geral da alegria carioca. Uma festa que reúne emoções, criatividade, plasticidade, cores, sons e muita fantasia. É a maior manifestação popular do mundo. Registro único da mistura que forma a cultura brasileira.

Atrações

Na cidade
Academia Brasileira de Letras

Cópia do Petit Trianon de Paris, foi construída para abrigar o pavilhão da França na Exposição Internacional do Centenário da Independência do Brasil. No anexo funciona o Espaço Cultural Machado de Assis, com objetos do escritor – um dos fundadores da academia. Possui também uma biblioteca com 90 mil volumes. Há visitas guiadas gratuitas às segundas, quartas e sextas-feiras, às 14h e às 16h. A biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e o Espaço Cultural Machado de Assis, das 13h às 18h. Fica na Avenida Presidente Wilson, 203, bairro Centro. Informações: +55 (21) 3974-2500.

Aterro do Flamengo (Parque Brigadeiro Eduardo Gomes)
Com seus 1.200.000 m² de área verde à beira-mar, o Aterro do Flamengo é resultado de um dos mais belos e importantes projetos paisagísticos do artista Roberto Burle Marx. Do Aeroporto Santos Dumont à Enseada de Botafogo, o Parque oferece as mais diversas atrações. Tem quadras de esporte, ciclovia, pista de cooper e campo de aeromodelismo. A pista da Av. Infante D. Henrique no sentido Zona Sul-Centro é fechada ao tráfego de veículos nos domingos e feriados, das 7h às 18h, aumentando ainda mais a área de circulação e lazer do Parque.

Arcos da Lapa (Aqueduto da Carioca)
Construção de 1750, possui enormes arcadas duplas. Tem 64 m de altura e 270 m de comprimento. Foi feito para distribuir à população as águas das nascentes do Rio carioca, vindas de Sta. Teresa. Tornou-se símbolo do bairro da Lapa. E desde 1896 serve de viaduto para o Bondinho de Sta. Teresa. Fica na Praça Cardeal Câmara.

Biblioteca Nacional
A maior biblioteca da América Latina e oitava do mundo possui um acervo de 15 milhões de publicações – boa parte disponível para consulta. Inaugurado em 1910, o prédio, de estilo neoclássico, com escadaria e colunas de mármore, forma junto com o Theatro Municipal, o Museu nacional de Belas Artes e o Centro Cultural da Justiça Federal um quadrilátero de cultura na Cinelândia. As visitas guiadas duram 30 minutos e podem ser feitas de segunda a sexta-feira às 11h, 13h, e 16h – no período de alta temporada elas acontecem a cada hora. Fica na Avenida Rio Branco, 219, bairro Centro; e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h, e aos sábados, das 9h às 15h. Informações: +55 (21) 2220-9484.

Confeitaria Colombo
Fundada em 1894, a Confeitaria é um marco da opulência da alta sociedade carioca do final do século XIX e início do século XX. Conserva o charme daquela época nos espelhos de cristal belga, nas cadeiras de palhinha e nos ricos entalhes de madeira. Tem serviço de chá de segunda a sexta-feira, das 17h às 19h. Fica na Rua Gonçalves Dias, 32/36, bairro Centro. Abre de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h, e aos sábados, das 9h às 17h. Informações: +55 (21) 2232-2300.

Copacabana Palace
Tombado pelo Patrimônio Histórico (IPHAN), foi um dos primeiros hotéis a ser construído à beira-mar na cidade. Inaugurado em 1923, o Copacabana Palace reflete fielmente a influência cultural européia daquela época com um estilo requintado de hospedagem. Acabou virando um símbolo do Rio, sendo o preferido de artistas, políticos, executivos e personalidades internacionais. Fica no bairro Copacabana.

Cristo Redentor
Mais que um cartão-postal, o Cristo Redentor foi merecidamente eleito pelos moradores da cidade "A Maravilha do Rio". Do alto de seus 38 m - e dos 710 m do Morro do Corcovado - o Cristo é a imagem da fé e da simpatia do povo carioca e brasileiro. O monumento – que completou 70 anos em 2001 - foi inaugurado em 12 de outubro de 1931, dia de Nossa Senhora. Elevadores e escadas rolantes levam os visitantes até a base da estátua, que pesa 1.145 toneladas. A subida pelo trenzinho dura cerca de 20 minutos e é feita pela Estrada de Ferro do Corcovado – inaugurada por D. Pedro II em 1884. O acesso de carro foi liberado, mas cada ocupante do veículo tem de pagar uma pequena taxa ao posto do Ibama, nas Paineiras. Outra opção é estacionar nesse ponto, para evitar os congestionamentos, e completar o trajeto caminhando cerca de 3 km – ou pague uma das vans credenciadas. O acesso é feito pela Rua Cosme Velho. O trem funciona diariamente, das 8h30 às 18h. Informações: +55 (21) 2558-1329.

Parque Nacional da Tijuca
Passear pelas sinuosas estradas e visitar as atrações é programa para um dia inteiro. Maior reserva natural em região urbana do país, o Parque fica a 20 km do centro da cidade. Divide-se em três núcleos – Floresta da Tijuca, Serra da Carioca e Pedra da Gávea/Pedra Bonita. A flora foi devastada no fim do século XIX para dar lugar a plantações de café. O reflorestamento trouxe espécies da Mata Atlântica como ipês, jequitibás, jacarandás e sapucaias. No núcleo da Serra da Carioca, além do Corcovado, as atrações são os mirantes Dona Marta, Vista Chinesa e Mesa do Imperador. Na Floresta da Tijuca há trilhas, a Cascatinha do Taunay, a Capela Mayrink, o Museu do Açude e o Açude da Solidão. Em dois domingos do mês, a administração do Parque oferece passeios monitorados gratuitos. Em 2004, o Parque incorporou novas áreas, incluindo o Parque Lage e a região conhecida como Covanca-Pretos Forros, com 4,4 milhões de metros quadrados, mas onde a visitação não é permitida. Informações sobre os passeios monitorados: +55 (21) 2492-2253, ramal 24.

Forte de Copacabana
Construído em 1914, com o objetivo de reforçar a defesa da Baía de Guanabara, o Forte de Copacabana foi palco do Movimento Tenentista de 1922. Oferece a seus visitantes muitas curiosidades históricas e ainda uma filial da famosa Confeitaria Colombo. O acervo de armas, objetos e painéis formam o Museu Histórico do Exército. Fica na Praça Cel. Eugênio Franco, 1, bairro Copacabana. Abre à visitação de terça a domingo, das 10h às 20h. Informações: +55 (21) 3201-4049.

Igreja Nossa Senhora da Candelária
Localizada no centro financeiro da cidade, numa área rica em espaços culturais, a Igreja da Candelária impressiona por sua imponência. Construída no século XVIII, tem planta em cruz latina, revestimento interior em mármore, fachada em cantaria, portas trabalhadas em bronze e toda a sua história pintada nos murais no interior. É uma das mais belas igrejas de toda a cidade do Rio de Janeiro. Fica na Praça Pio X, bairro Centro. Funciona diariamente: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h, aos sábados, das 9h às 12h e aos domingos, das 9hàs 13h. Informações: +55 (21) 2233-2324.

Igreja São Francisco das Penitências
Construída entre 1657 e 1772, é um dos mais belos exemplos da arte barroca no Brasil. Tombada em 1938 e restaurada em 2001, a igreja exibe várias criações de Francisco Xavier de Brito, artista português que influenciou o trabalho de Aleijadinho – mais famoso artista mineiro da época. O acesso à igreja se dá por elevador ou escada, a partir do Largo da Carioca, ao lado do Convento Sto. Antônio. Está aberta a visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 16h. Oferece visitas guiadas. Informações: +55 (21) 2262-0197.

Jardim Botânico
Um verdadeiro santuário ecológico. Assim pode ser definido o Jardim Botânico do Rio de Janeiro - um dos dez mais importantes do gênero no mundo. Além de abrigar as mais raras espécies da flora brasileira e de outros países, é uma ótima opção de lazer para crianças e adultos, e um deleite àqueles que desejam contemplar a natureza. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) - por sua importância histórica, cultural, científica e paisagística – foi também reconhecido internacionalmente como um Museu Vivo na área da Botânica e definido pela Unesco como uma das reservas da biosfera. Reúne palmeiras imperiais da época da fundação – em 1808 -, estufas, orquidário, roseiral e lago com vitórias-régias. Abriga ainda a Casa dos Pilões – uma antiga fábrica de pólvora com escavações arqueológicas – e a estufa de plantas insetívoras, reformada em 2004. O acesso para pedestres é pela Rua Jardim Botânico, 920, e para veículos, pela 1008, bairro Jardim Botânico. Abre diariamente, das 8h às 17h. Valor dos ingressos e outras informações: +55 (21) 2279-8426.

Lagoa Rodrigo de Freitas
Cercada pelos mais badalados bairros cariocas - Lagoa, Ipanema, Leblon, Gávea e Jardim Botânico -, emoldurada por montanhas e abraçada pelo Cristo Redentor, a Lagoa Rodrigo de Freitas tornou-se ponto de encontro tanto para os cariocas quanto para os visitantes. Unida ao mar pelo canal do Jardim de Alá, sua orla abriga parques, quadras de esportes, rinque de patinação, heliporto, pista para caminhadas e corrida, ciclovia, pedalinhos e um centro gastronômico distribuído por quiosques que oferecem de comida alemã a japonesa - além da música ao vivo a partir do anoitecer. Anexo fica o Parque da Catacumba, que expõe ao ar livre 30 esculturas de artistas brasileiros e estrangeiros.

Estádio do Maracanã
Considerado por muitos amantes do futebol o "Templo dos Deuses", é um dos maiores estádios do mundo. Foi construído em 1950 para sediar a Copa do Mundo, e projetado para receber 166.369 pessoas. Hoje, depois de algumas reformas, comporta um público de 87.630. O acesso é feito pela Rua Professor Eurico Rabelo, portão 16. Está sendo reformado novamente, agora para receber as competições dos Jogos Pan-americanos de 2007. Mais informações: +55 (21) 2299-2941.

Mosteiro de São Bento
As obras da Igreja de Nossa Senhora de Montserrat e do Mosteiro de São Bento foram iniciadas em 1617, estendendo-se até 1669. Entretanto, um século depois, muitas reformas ainda foram realizadas com o objetivo de ampliar e restaurar suas instalações. Hoje - considerado Monumento Mundial pela Unesco - o Mosteiro impressiona pelos contrastes do estilo austero de sua fachada, com frontão triangular e o intricado trabalho da talha dourada do interior de sua igreja. Os trabalhos de pintura, as obras de arte, a concepção das capelas, o teto da nave - remanescente do século XVIII - e o coral de canto gregoriano fazem com que o Mosteiro de São Bento encante a todos aqueles que o visitam. Fica na Rua D. Geraldo, 68 e a entrada de pedestres é feita pelo elevador número 40, bairro Centro. O Mosteiro abre todos os dias: de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 14h às 18h; aos sábados e domingos, a partir das 11h. Informações: +55 (21) 2291-7122.

Museu de Arte Moderna
Inaugurado em 1958, o Museu de Arte Moderna (MAM) tem localização privilegiada e muita história para contar. Abriga um acervo de quatro mil obras. Exibe rotativamente a coleção de Gilberto Chateaubriand - com quadros de Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Lasar Segall, Di Cavalcanti e Portinari. Os jardins projetados por Burle Marx passaram por restauração em 2004. Há também cinemateca, biblioteca e livraria. Fica na Avenida D. Henrique, bairro Parque do Flamengo. Funciona de terça a domingo: durante a semana, das 12h às 17h30; aos sábados e domingos, das 12h às 19h. Informações: +55 (21) 2240-4944.

Museu Histórico Nacional
O conjunto arquitetônico tornou-se museu em 1922, no Governo de Epitácio Pessoa, e possui um acervo de valor inestimável com 275 mil peças, entre quadros, armas, carruagens, mobiliário e raridades – como a pena usada pela Princesa Isabel na assinatura da Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil. O Museu ocupa uma área de 18 mil m² e está instalado em três prédios distintos, construídos em diferentes épocas: a Casa do Trem, de 1762; o Arsenal Real, de 1822; e o Anexo para os quartéis, de 1835. Fica na Praça Mal. Âncora, bairro Centro. Recebe visitantes de terça sexta-feira, das 10h às 17h, e aos sábados e domingos, das 14h às 18h. No domingo, o passeio é gratuito. Outras informações: +55 (21) 2550-9224.

Museu Internacional de Arte Naïf
A arte Naïf – que significa ingênua, em francês – é feita por autodidatas, sem formação técnica. Há obras de 520 artistas nacionais e estrangeiros com predominância das cores vivas e traços irregulares. É considerado um dos maiores acervos do gênero no mundo. Fica na Rua Cosme Velho, 561, bairro Cosme Velho. Funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h. Informações: +55 (21) 2205-8612.

Museu Nacional de Belas Artes
Abriga raridades de artistas como Victor Meirelles, Rodolfo Amoedo, Pedro Américo, Almeida Jr. e Eliseu Vasconcelos – obras que compõem a maior coleção de arte brasileira do século XIX. A instituição conserva também valioso conjunto de pinturas estrangeiras, que inclui telas do barroco italiano, paisagens do holandês Frans Post e quadros do francês Eugène Boudin. As salas são divididas por temas e sempre há excelentes mostras temporárias no espaço. Fica na Avenida Rio Branco, 199. Abre para visitação de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados e domingos, das 14h às 18h. Valores do ingresso e outras informações: +55 (21) 2240-0068.

Palácio do Catete – Museu da República
Abrigo do Museu da República e sede do poder republicano entre os anos de 1897 e 1960, o Palácio do Catete tem arquitetura neoclássica, com fachada revestida de granito e mármore rosa e portais emoldurados por mármore branco. Por ali passaram 18 Presidentes da República e ocorreram alguns dos mais importantes acontecimentos de toda a história do País - como as decisões de participação do Brasil nas duas grandes guerras mundiais e o suicídio do Presidente Getúlio Vargas. Transformado em museu após a mudança da Capital Federal para Brasília, o local oferece uma intensa agenda cultural e conta ainda com livraria, bar, restaurante, loja de variedades e um belo jardim. Localizado na Rua do catete, 153, bairro Catete, o Museu funciona de terça a sexta-feira, das 12h às 17h, e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h. Informações: +55 (21) 2558-6350.

Bondinho do Pão de Açúcar
Idealizado em 1908, pelo engenheiro brasileiro Augusto Ferreira Ramos, e inaugurado em 27 de outubro de 1912, o bondinho do Pão de Açúcar completou 90 anos em 2002. Primeiro teleférico instalado no Brasil e terceiro no mundo, é um dos mais importantes ícones do turismo carioca, tornando-se uma das principais marcas registradas da cidade do Rio de Janeiro. Desde sua inauguração, o teleférico já transportou mais de 31 milhões de turistas. Nos meses de alta temporada a freqüência diária chega a três mil pessoas. O acesso é feito pela Avenida Pasteur, 520, bairro da Urca. O passeio pode ser feito de domingo a quinta-feira, das 8h às 22h, e nas sextas e sábados, das 8h às 20h30. Informações: +55 (21) 2546-8400.

Quinta da Boa Vista
O parque faz parte do Solar da Boa Vista, residência real e dos imperadores do Brasil de 1822 e 1889 - quando foi proclamada a República. Possui uma área de 155 mil metros quadrados, ajardinada em 1869 segundo projeto do paisagista francês Auguste Glaziou. Ao entrar pelos portões laterais, o visitante percorre a Alameda das Sapucaias e o traçado romântico, que ainda conta com lagos, grutas e recantos em seus jardins imperiais. Os amplos jardins abrigam o Museu Nacional e o Zoológico da cidade, além de playgrounds, quadras, locais para piqueniques e restaurantes. Há passeios monitorados e oficina de jardinagem grátis nos finais de semana. Situada em São Cristóvão, abre diariamente, das 7h às 18h. Informações: +55 (21) 2234-1609 e 2234-1574.

Sítio Roberto Burle Marx
Numa área verde com 3.600 m², um dos mais importantes paisagistas do nosso tempo, Roberto Burle Marx, deixou um legado de valor inestimável não só para a cidade e o povo carioca como também para todos aqueles que amam e lutam pela preservação da natureza. Seu sítio, localizado em Guaratiba, reúne mais de 3.500 espécies de plantas nacionais e estrangeiras - muitas em vias de extinção –, que, somadas a um fabuloso acervo de obras de arte, uma biblioteca com mais de 2.500 livros e diversas atividades culturais, acabaram transformando o local em ponto de visita obrigatório para crianças, adultos e estudiosos das mais diversas partes do mundo. Em 2000, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico (IPHAN). As visitas podem ser feitas mediante agendamento antecipado e são gratuitas. Fica na Estrada Roberto Burle Marx, Estrada da Barra da Guaratiba, 2019. Agendamento e outras informações: +55 (21)2410-1412.

Theatro Municipal
Em plena Cinelândia, próximo à Biblioteca Nacional, ao Museu Nacional de Belas Artes e ao Palácio Pedro Ernesto, o Theatro Municipal chama atenção não só por sua concepção arquitetônica como também pela imponência de sua fachada e a beleza de seu interior. Os materiais nobres empregados em sua construção fazem deste teatro - com capacidade para 2.200 pessoas -, um verdadeiro templo da cultura. Nos dias em que há ensaio de orquestra, a visita guiada pode ser cancelada. A entrada é feita pela Rua Manuel de Carvalho, bairro Centro. Pode ser visitado de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, das 12h às 16h. Outras informações: +55 (21) 2299-1711.

Praias
Ipanema

É, sem dúvida, um famoso ponto de encontro da cidade do Rio de Janeiro e uma das praias mais badaladas da cidade. Tem quadras de futevôlei, equipamentos de ginástica e, a cada posto de salvamento, há sanitários e chuveiros para os banhistas que querem tirar o sal do corpo. É palco de eventos como o Campeonato Mundial de Vôlei de Praia.

Copacabana
Repleta de bares, é muito procurada para o chope no final de tarde. A larga faixa de areia estende-se da Avenida Princesa Isabel até o forte de Copacabana. É em Copacabana que acontece um das mais famosas festas de Reveillon do País, com espetáculos pirotécnicos e shows musicais gratuitos.

Leblon
Praia tranqüila, com boa estrutura para prática de esportes e uma ciclovia. Tem 1,3 km de extensão e é separada de Ipanema pelo Jardim de Alá – canal que liga a lagoa Rodrigo de Freitas ao mar.

Prainha
Praia pequena e com ondas fortes, é uma das preferidas dos surfistas. Os morros a sua volta ainda são cobertos pela rica Mata Atlântica.

Grumari
Área de preservação ambiental cheia de costões e com mar muito forte. O canto esquerdo de Grumari é conhecido como Abricó.

Arpoador
Fica entre o Forte de Copacabana e a Rua Francisco Otaviano com a Avenida Vieira Souto. É famosa pela pedra que invade o mar separando a Praia de Copacabana e do Diabo, das praias de Ipanema e do Leblon. Lá de cima pode-se apreciar uma das vistas mais bonitas da cidade do Rio de Janeiro, com o morro Dois Irmãos ao fundo. É muito procurada pelos praticantes do surfe.

Do Pepino
Com ondas fortes, a Praia do Pepino é local de pouso das Asas Deltas que decolam da Pedra da Gávea.

Barra da Guaratiba
Urbanizada, vai do trecho do litoral próximo à Restinga da Marambaia. De lá, saem trilhas que levam a praias desertas, como as do Inferno, Perigoso e do Meio. Oferece caminhadas guiadas. Informações: +55 (21) 9111-3763.

Da Barra da Tijuca
Longa e urbanizada, tem ondas fortes com alguns trechos perigosos e desaconselháveis para banhos. Muito procurada para a prática do surfe.

Do Pepe
Trecho da praia da Barra da Tijuca em frente à Rua Noel Nutels, muito freqüentada pelos jovens. O nome presta homenagem ao campeão de vôo livre Pedro Paulo Carneiro Lopes, o Pepê – morto num acidente em 1991.

De Botafogo
Praia urbana, mas muito poluída. Proporciona linda vista do Corcovado e do Pão de Açúcar.

Do Flamengo
Tem mar calmo, mas também é poluída. A paisagem inclui barcos da Marina da Glória.

 




Vídeo em Tecnologia Streaming

Voltar


Apoios
BRASIL
ABAV
ABIH
ABLA
ABRESI
FENACTUR
ABRAJET
ABINT
ABRARJ
O.P.B.
abraccef
aviesp

Copyright ® Guia Brasil Turismo - 2004 - Todos os direitos reservados